Crítica: “Jackass 3D”

Jackass 3D (Jackass 3D)

Após quatro anos sem Jackass nos cinemas, o grupo mais sem noção da história retorna mais criativos em fazer idiotices do que nunca e em 3D.

O filme, baseado no seriado de mesmo nome, reúne novamente o grupo dos “jackasses” para fazer mais besteiras, só que desta vez em 3D. A trama do filme se resume a isso. Cada idiotice que eles fazem tem nomes e uma apresentação para preparar o terreno para o público.

São inúmeras as babaquices que fazem, por exemplo: ser atropelados por touros/cabras, beber coquetéis um tanto sofisticados, levar “headshots” de vários objetos, cair de árvores, fazer um “Blue Man Group”, criar o bungee-jump mais nojento da história, tomar “voadoras” na cara, explorar as maravilhas das flatulências entre outras coisas esdrúxulas que não irei citar para não estragar a surpresa e a diversão do filme. Já aviso que o câmeraman “vomitão” dos filmes anteriores marca sua clássica presença.

Não há muito que falar sobre “Jackass 3D”, ele cumpre o que promete. Assista as babaquices mais extremas e elaboradas do mundo e ria dos idiotas que as fazem. O filme consegue conservar a diversão dos filmes anteriores e do seriado e isso era vital para seu sucesso.

Um aspecto técnico que impressionou muito foi a fotografia. Ela é muito bem realizada e explora o efeito 3D (muito bem feito, aliás) ao máximo. Quando digo ao máximo é porque é ao máximo mesmo: prepare-se para ver alguns vibradores e mais algumas “escatologias” voando na sua cara. O grupo também teve a idéia de juntar o efeito 3D com a câmera lenta – surpreendentemente, essa combinação ficou muito boa neste filme –, ver a física da água (e uma luva de boxe), da terra, do vidro quebrando e do grand-finale é extremamente interessante e até resulta em umas passagens bonitas de se ver.

Para combinar com a dor de nossos amigos, nada melhor que a música. O filme possui a trilha sonora mais eclética que já vi (tirando “Forrest Gump”), a música varia de clássica, jazz, pop, rock, country, etc. Elas conseguem ser cômicas em alguns casos e divertir o espectador, por exemplo, You Can’t Roller Skate In A Buffalo Herd de Roger Miller realça a dor de John Knoxville.

O grupo continua o mesmo: temos Knoxville, Wee Man, Preston, Bam Margera, Chris Pontius, Ryan Dunn e Steve-O (parece que as drogas fizeram um pouquinho mal para este “pequeno” ou ele estava com uma tremenda dor de garganta durante as gravações, sua voz está destruída) e mais alguns convidados especiais. Para não perder o costume, eles zoaram a mãe e o pai de Margera novamente.

“Jackass 3D” começa com uma bela apresentação de créditos e termina com um gran-finale que eu não via há tempos. Este filme é o melhor deles e consegue divertir mais do que nunca. É interessante citar que durante os créditos acontece a nostalgia – aparecem fotos deles jovens que conseguem fazer você refletir. Eles já estão ficando velhos para continuar a tratar seus corpos no extremo como fazem. Seria esta uma despedida do grupo que mais fez sucesso apenas usando a própria dor para divertir os outros? Tomara que não, pois deixariam muitas saudades…

NOTA: 4.0/5.0

Confira uma parte das idiotices:


Publicado em Críticas por Matheus Fragata. Marque Link Permanente.

Sobre Matheus Fragata

Formado em cinema pela UFSCar seguindo o sonho de me tornar Diretor de Fotografia. Sou apaixonado por filmes desde que nasci, além de ser fã inveterado do cinema silencioso e do grande mestre Hitchcock. Acredito no cinema contemporâneo, tenho fé em remakes e reboots, aposto em David Fincher e me divirto com as bobagens hollywoodianas. Tenho sonhos em 4K, coloridos e em preto e branco. Sempre me emociono com as histórias contadas por esta arte. Agora busco a oportunidade de emocionar alguém com as que tenho para contar

2 respostas em “Crítica: “Jackass 3D”

    • Eu acabaria sendo mau visto pelos amantes do cinema que não consideram “Jackass 3D” uma obra criativa.
      Ele merece notas altas, mas como você não ficou satisfeito, tente ver em outra escala: um 4.0/5.0 equivale a um 8.0/10.0.
      Obrigado pelo comentário o/

      Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s